26 de mai de 2010

O solista


O filme O Solista não se trata somente de uma questão social, pouco conhecida se tratando do primeiro mundo, mas há a pureza da amizade que centra a película na história do morador de rua e esquizofrênico Nathaniel (Jamie Foxx) entre o jornalista do L.A Times, Steve Lopez (Robert Downey Jr.).

Se o filme gera algum fascínio é por ser uma história baseada em fatos reais, sem clichês e ações apelativas. Há a clara esperança de salvar um desajustado emocional, amizade esta que cria um vínculo que pode fornecer alguma chance para o personagem Nathaniel, um desabrigado por opção. Lopez, o jornalista, é um homem distante das relações humanas.


Se há esperança de Lopez salvar Nathaniel e do próprio Nathaniel salvar Lopez é muito bem trabalhado no filme por ser feito sem excessos de emoções apelativas, estas clássicas em filmes americanos cujo tema tende a ser do dramático ao melodramático.


O enredo é basicamente o vínculo de amizade que nasce entre um jornalista que escreve sobre histórias curiosas da cidade de Los Angeles e um morador de rua, gênio musical e esquizofrênico. É na busca de Lopez em contar uma nova história que se depara com Nathaniel, que havia estudado na renomada escola de música “Juilliard”. Após esta descoberta Lopez começa a escrever sobre ele, despertando ainda mais seu fascínio, curiosidade e interesse neste homem exótico, que ganha pela doçura e intensidade do personagem.


Muito bem atuado por Jamie Foxx que tanto exterioriza quanto interioriza o personagem sem usar de exageros, trazendo simplicidade, sonoridade e leveza na atuação. Uma vez que Robert Downey Jr. é um talento a parte com sorte de ter uma voz sonora que soa natural a cada frase além de uma atuação conclusiva.

10 comentários:

Viviane Gabe Souza disse...

Parabéns pelo Blog. Adorei...muita informação num único lugar, isso é muito bom.

http://letmeflybyvivi.blogspot.com/

20 de maio de 2010 16:12
Gui disse...

Hmm.. Deve ser dahoraa... :D

20 de maio de 2010 16:13
Communique disse...

Eu quero assistir esse filme.
O blog está com muito conteúdo.


http://communiquebr.blogspot.com/


__________________________
A fórmula da informação

20 de maio de 2010 16:30
Laura disse...

Gostei da sua resenha! Não tinha ouvido falar desse filme, fiquei com vontade de assistir,rs!
Vou te seguir, ok? Caso ache interessante meu blog tb, me segue. Bjs

20 de maio de 2010 16:31
Luiz Brisa disse...

eu assisti so uma parte do filme
ate aonde eu vi eu tava gostando
mas não muito fora d serie
mas eh bom
^^

20 de maio de 2010 17:36
Thiago Batticelli disse...

Ando meio avesso a cinema, filmes.. E esse é um dos poucos que to curioso para assistir, tanto a sua quanto a de outros falaram muito bem desse filme, e o legal é que não é aquele enlatado padrao americano, tem emoção pelo visto, isso é muito bom.

20 de maio de 2010 17:37
JaCoNa disse...

Eu já assisti a esse filme. A história é realmente linda, mas o ritmo do filme é monótono. O.o

Eu até curti a sintonia entre o Downey Jr. e o Foxx, mas sei lá... cehgou uma hora que eu tava pedindo pro filme acbar logo! =X

Não é um filme ruim, não... Vale a pena assitir!

20 de maio de 2010 18:23
Paty disse...

esse filme é muito bonito, recomendo!!

21 de maio de 2010 11:03
Karla Hack disse...

Eu tava maluca para ver este filme desde que o Jô Soares comentou em uma entrevista...
E não me arrependi...
Acho que trata com muita dignidade a situação, sem melodramas e nem rodeios.. pq a história não precisa..

Ótima Pedida!

21 de maio de 2010 17:34
Victor Faria disse...

Excelente o seu resumo!
Ainda não vi o filme.

Abraço!

24 de maio de 2010 15:06