5 de set de 2009

Vamos falar de trilha sonora, então!

Por Paula Febbe

“Into the Wild” (Natureza Selvagem, no Brasil) é um filme de 2007, dirigido por Sean Penn, baseado no livro homônimo do jornalista Jon Krakauer. Ele conta a história (talvez não totalmente verídica) de Christopher Mc Candless, um jovem que decide deixar tudo pra trás e se aventurar em seu país de origem.

Nos tempos modernos, poucos artistas ousam falar do quanto o capitalismo pode ser superficial ou desnecessário para a humanidade (ainda mais dentro dos Estados Unidos, berço capitalista).

Praticamente o mundo inteiro vive este regime e é, no mínimo, incômodo pararmos para pensar sobre o quanto a visão de necessidade do ser humano pode estar errada.

Pois em 2006, Eddie Vedder recebeu o desafio de compor a trilha sonora deste filme (quem melhor do que um grunge de carteirinha para falar que muito do que ainda acontece no mundo está errado?)

O álbum que se tornou o primeiro trabalho solo de Eddie, mostra um inconformismo delicado de natureza melancólica, muito diferente da maior parte do trabalho do Pearl Jam, que parece ser mais agressivo.

No Pearl Jam, Eddie mostra uma esperança revoltada com o mundo. Grita para que possa ser ouvido. Já na trilha de “Into the Wild”, Vedder parecer ter perdido todas as esperanças. O mundo é o que virou e ponto final.

Ao invés de um clima “Já que não pode vencê-los, junte-se a eles”, a trilha prefere seguir um outro ditado: “Os incomodados que se mudem”. E Christopher se mudou.

Assista ao filme! Ouça a trilha! Depois pense se não seriam exatamente essas as músicas que você ouviria se quisesse viver como Christopher Mc Candless.

Faixas

1. "Setting Forth" – 1:37
2. "No Ceiling" – 1:34
3. "Far Behind" – 2:15
4. "Rise" – 2:36
5. "Long Nights" – 2:31
6. "Tuolumne" – 1:00
7. "Hard Sun" – 5:22
8. "Society" – 3:56
9. "The Wolf" – 1:32
10. "End of the Road" – 3:19
11. "Guaranteed" – 7:22

Society – Trilha sonora do filme “Into the Wild”

É um mistério para mim
Nós temos uma ambição em que concordamos.
E você pensa que você tem que querer mais do que precisa.
Até você ter tudo,você não estará livre.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.

Quando você quer mais do que tem, você pensa que precisa.
E quando você pensa mais do que quer, seus pensamentos começam a sangrar.
“Acho que preciso encontrar um lugar maior”
Pois quando você tem mais do que imagina, você precisa de mais espaço.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim.

Tem aqueles achando, mais ou menos, que menos é mais
Mas se menos é mais, como você mantém um placar?
Quer dizer que pra cada ponto que faz, seu nível cai…
É como começar do topo
Você não pode fazer isso.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim.

Sociedade, tenha piedade de mim
Espero que não fique brava se eu discordar
Sociedade, realmente louca
Espero que não esteja solitária sem mim




1 comentários:

Gabii Costa disse...

gostei da letra da musica society, muito bacana ;D

11 de setembro de 2009 15:15