10 de set de 2009

Filmes que falam sobre música, parte I

Bom, as pessoas que me conhecem sabem que eu não sou nenhum cinéfilo e nem sou a pessoa mais indicada pra falar sobre filmes, tanto que ultimamente quem escreve sobre isso é a Cissa, quem dá de dez a zero em mim nesse assunto. Mas já que pintou a postagem sobre cenas musicais de filmes não-musicais, resolvi separar também uma listinha de filmes que falam sobre música. Uma lista pequena, sem vídeos, só pequenos comentários sobre cada filme.

Começo então pelo livro, que virou filme, que virou bandas. Essa é a ordem apesar de muitas bandas seguirem o caminho contrário. Poderia facilmente colocar o filme aqui para download, mas eu prefiro que vocês vão até uma locadora mais próxima e aluguem os filmes. Começando por:

The Commitments - Loucos pela Fama (1991 - Alan Parker)
Os irlandeses são os negros da Europa. Moradores de Dublin, os negros da Irlanda. Habitantes dos subúrbios do norte da capital irlandes, os negros de Dublin. E partindo dessa teoria que um grupo de jovens humildes e trabalhadores resolvem formar uma banda e conquistar o mundo, no típico filme onde tudo dá certo no final. O interessante do filme é que o que se passa nas telas atravessou e virou real. Uma simbiose perfeita e única entre ficção e realidade.

O diretor Alan Parker escolheu seu elenco em teste com mais de 1.500 rapazes e moças completamente amadores do próprio subúrbio de Dublin. Na prática um documentário, nas mãos de Parker, uma mina de ouro.

Uma premissa quase rídicula (irlandeses cantando soul em Dublin?) que foi executada para se tornar um filme modesto porém energético, cheio de ironias deliciosas e um ritmo perfeito. Alucinante, eu diria. Dá vontade de levantar e dançar em vários momentos, poucos filmes conseguem isso. O filme recebeu uma indicação ao oscar.

The Wonders - O sonho não acabou (1996 - Tom Hanks)
Primeiramente vale levar em consideração que essa foi a estréia de Tom Hanks como diretor e roteirista, mas além disso, muito além de Hanks ser ator, diretor e roteirista, o que vale realmente lembrar é que Hanks escreveu a maior parte da ótima trilha sonora do filme, com ajuda de um especialista em one-hit wonders, nada mais nada menos que o baixista da Fountais of Wayne, Adam Schelesinger, que já emplacou três desses hit únicos, tratado na coluna One Hit K.O.

Com uma soundtrack para lembrar e relembrar e lembrar novamente, The Wonders é um filme para nunca esquecer e sempre que der poder olhar novamente e ainda apresenta bons atores em início de carreira como Charlize Theron e Liv Tyler. O filme conta a história de uma banda que teve uma ascensão rápida graças ao hit That Thing You Do, que foi escrito como uma balada nostálgica, mas vira um rock animadíssimo durante a primeira performance da banda num show de talentos. Nunca viu? Reserva sua cadeira, porque vale cada minuto. Recebeu uma indicação ao oscar.

Quase Famosos (2000 - Cameron Crowe)

Uma quase biografia de Crowe, conta a história de um menino que aos 15 anos conseguiu ser colaborador da revista Rolling Stone e acompanhar uma turnê da banda ficctícia Stillwater. Vale lembrar que Crowe aos 16 anos, acompanhou pela revista Rolling Stones turnês de bandas como The Who, Led Zeppelin, The Eagles, Lynyrd Skynard e Allman Brothers. Além de várias outras citações ao que aconteceu na vida real e na ficção, este é outro dos filmes que misturam o real e o imaginário.

Mas apesar do filme tratar de um período conturbado na história do rock, Quase Famosos não é um filme forte. Nada de drogas pesadas usadas pelos roqueiros, de conflitos tempestuosos, da depressão por se estar na estrada tocando pelos mais estranhos cantos dos EUA. Quase Famosos é divertido, sentimental, leve e muito gostoso de se assistir. É a mistura perfeita entre sátira e melodrama, típica das boas histórias para adolescente filmadas na década de 80. Não bastasse tudo isso, é também um dos melhores filmes já feitos sobre rock n´roll. Três indicações ao Oscar, venceu na categoria de melhor roteiro original.

Alta Fidelidade (2000 - Stephen Frears)

Uma comédia romântica envolvente, com John Cusack, Catherine Zeta-Jones e o brilhante Jack Black. Além de um elenco brilhante, um roteiro esquematizado com o top 5 dos foras e uma fortíssima atração por música, já que o personagem principal tem uma loja de vinis beirando a falência. Jack Black faz quase somente um papel secudánrio nesse filme, mas dá pra notar suas raízes musicais desde o início, é brilhante sua atuação como nerd obcecado por música.

A trilha sonora é, pra completar, arrasadora, com grandes nomes da música independente e da música pop mundial. Quase um personagem do filme. Altamente recomendado para os amantes do rock e da boa música em geral. Alta Fidelidade foi traduzido fielmente de High Fidelity, cuja sigla é o conhecido Hi-Fi. Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro.

Johnny e June (2005 - James Mangold)

O filme conta a história de Johnny Cash desde sua infância até seus primeiros sucessos. Johnny entra em um caminho de auto-destruição que somente June Carter, sua segunda-esposa e grande amor da vida dele, pode tirar ele de lá. Johnny Cash morreu em maio de 2003, aos 71 anos, e deixou um legado da música country.

O grande problema de Johnny & June reside na direção burocrática e sem brilho de Mangold. Que ele é tão versátil quanto medíocre, a gente já sabia – o cara fez o policial Cop Land, o drama Garota, Interrompida, o romancezinho Kate & Leopold, o suspense-quase-terror Identidade, todos bem fraquinhos – mas a falta de ousadia e de arrojo nesta biografia musical é de doer. A gente fica pensando que se o projeto tivesse caído em mãos mais hábeis, poderíamos ter uma obra-prima. Material farto para isso, existia. Afinal, Cash poderia conseguir tudo, menos passar incólume. Mas o filme de Mangold consegue essa proeza.

Escola do Rock (2003 - Richard Linklater)

De vez em quando surgem filmes assim, do nada. Sucesso de bilheteria, conquista várias pessoas em diversos países e continuam assim durante um bom tempo. Assim é Escola de Rock, com o ator-cantor Jack Black no papel principal, tinha tudo pra dar errado, como outro qualquer chamado Alta Fidelidade, mas que pelo contrário, tem um ótimo ritmo, um elenco muito engraçado e muito, mas muito, rock 'n roll.

Um filme com orçamento baixo, nenhuma estrela, muitos jovens talentos que até então você nunca tinha ouvido falar, Escola do Rock ficou muito tempo entre o top 5 dos filmes assistidos nos Estados Unidos.

Dito tudo isso, apenas posso recomendar que você assista a Escola de Rock a qualquer momento que você esteja disposto a encarar uma comédia divertida e diferente a qualquer momento. Se você é apaixonado por Rock - ou se simplesmente gosta do gênero - o filme torna-se, então, uma obrigação.

Pink Floyd - The Wall (1982 - Alan Parker)


Um filme de rótulo cult, diria eu. Um tanto loucão e alucinógeno, não recomendo ver depois de ter tomado LSD. Roger Waters, na época baixista e vocalista do Pink Floyd viu no álbum The Wall uma excelente oportunidade para explorar diversos fatores em um filme. No final das contas Waters não gostou do filme, mas foi um sucesso de público e crítica.

The Wall conta a história de Pink, um menino que perdeu o pai graças a segunda guerra mundial e já foi citado aqui no DeGaragem em outra postagem e fala basicamente das fantasias delirantes de um superstar do rock, que enlouquece lentamente em um quarto de hotel.

Participação do leitor, Gustavo Leles do Estranhos Europeus
Crossrodas (1986 - John Fusco)

"Crossroads- A Encruzilhada", é um filme que conta a história de um jovem guitarrista, interpretado por Ralph Macchio de Karatê-Kid, que na busca por uma música, percorre o país todo ao lado de um velho bluesman dos anos 50. Um filme inspirador pra qualquer pessoa. Trilha sonora impecável produzida e interpretada pelo guitarrista Ry Cooder em parceria com Steve Vai, que tem até uma participação incrível no final. Um clássico tão clássico que eu me sinto até pequeno escrevendo sobre ele. Recomendo, principalmente se você for músico.

Se quiser participar das postagens do DeGaragem, pode nos seguir no twitter e acompanhar diretamente o que acontece quando as postagens estão sendo feitas. Além de ficar sabendo sobre a próxima postagem bem antes.

Faltam muitos filmes aí e eu sei, por isso essa foi a parte um, de uma série de postagens, apenas com os filmes que eu vi e que eu pude falar sobre, mas já foram anotadas as indicações de outros leitores e pra próxima postagem pretendo assistir esses filmes e falar sobre eles.

A lista segue com Birdy, Across the Universe, Moonwalker, Blues Brothers, Ray, Rock Star, Bill e Ted - Dois Loucos no Tempo, Amadeus, 8 Mile e Fantasma da Ópera. Se você, leitor, tiver mais algum filme pra acrescentar, pode dar a dica nos comentários, fico no aguardo.

14 comentários:

Grasiele Rocha disse...

Interessante as dicas, gostei de 'Alta Fidelidade', irei aluga-lo em breve, achei legal a sinopse. rsrs

Você podia pesquisar e colocar ai umas dicas de filme de romance, que tal? Gosto de filmes de romance porém tenho meio que preguiça de pesquisar, um post com alguma dicas seria bom.

Gostei do blog. Vou add aos favoritos. ;)
Beijos, e sucesso.

passa no meu:
http://caminhandoaovento.blogspot.com/

11 de setembro de 2009 01:11
Nova Quahog disse...

vc ta me zuando né...um post desse tamanho...

11 de setembro de 2009 01:13
Nova Quahog disse...

VI COISA BOA ALI...MAS HEIN CARA...NAO FAZ ISSO NAO!

11 de setembro de 2009 01:13
Clarissa Madalozzo disse...

Muito bem! Boas indicações!

11 de setembro de 2009 01:16
Murilo F. Souza disse...

um filme q adoro, se chama SID e NANCY. :D fala pouco sobre musica, mas é muito legal, fala bastante sobre os punks da epoca 77. até mais!

11 de setembro de 2009 01:20
Léo disse...

Já assisti varios dessis filmes, AXU interessntissímo filmes assim. Filmes que não fala de música diretamente mas tem uma ótima trilha sonora é O GLADIADOR ;] 1000!

11 de setembro de 2009 01:48
Bruno Marcelo disse...

Muito bom cara, eu gosto muito!

11 de setembro de 2009 02:48
ABMI disse...

Um EXCELENTE filme com ESPETACULAR trilha sonora é Coração de Cavaleiro (A Knight's Tale). Tem em sua trilha Queen, David Bowie, Third-Eye Blind e Bachman-Turner Overdrive. Não percam!

11 de setembro de 2009 08:51
Nova Quahog disse...

PRA DIVULGAÇÃO DE BLOGS:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=93937074

11 de setembro de 2009 12:22
Gutt e Ariane disse...

Com excessão do "Alta Fidelidade", todos os outros citados eu ja assisti, alias, os tenho em casa!
Otimos filmes!!
Preciso apenas conferir esse do Stephen Frears...

11 de setembro de 2009 15:11
Pablo Peixoto disse...

Para o próximo número não esqueça de "Still crazy" meu preferido!

Abraços e parabéns pelo post.

24 de novembro de 2009 11:07
Niéécio Jr. disse...

Rapaz... esqueceu La Bamba, que embora não seja uma produção de alto nível, vale a menção, por ser um bom filme.

P.S. Quase famosos é ótimo. Gostei muito. Melhor da lista.

24 de novembro de 2009 12:54
Markim Ribeiro disse...

Só faltou Detroid Rock City ai... mas Johnny e June é bom demais...

24 de novembro de 2009 23:13
Nathan Filipe disse...

Isso aí que são filmes.
Se perguntar pra uma criança dessa década um filme que fale de música, Sem dúvida iriam falar High School Musical.

30 de abril de 2010 16:17