5 de fev de 2010

Guerra ao Terror, um erro desfeito

O filme que estreia hoje nos cinemas brasileiros precisou ganhar 16 prêmios de melhor direção e outros 30 em categorias diversas para que a Imagem Filmes desfizesse o erro e a injustiça. A distribuidora brasileira havia lançado o longa-metragem diretamente em DVD, no primeiro semestre do ano passado.

Guerra ao Terror é um eletrizante drama de guerra que estreou em 2008, no Festival de Veneza, além de ter concorrido a três Globos de Ouro em janeiro. No dia 2, o filme recebeu nove indicações ao Oscar - o mesmo número de Avatar. Embora Guerra ao Terror tenha poucas chances de tirar as estatuetas do filme de James Cameron, grande vencedor do Globo de Ouro, acabou virando um adversário surpresa.

Dirigido pela ex-mulher de Cameron, Kathryn Bigelow, Guerra ao Terror começa com o sargento Matt Thompson, líder de um esquadrão anti-bombas, em ação numa Bagdá ocupada pelos Estados Unidos. Quem faz o papel do sargento é Guy Pearce, de O Conde de Monte Cristo, Amnésia e Priscila, a Rainha do Deserto, e tudo indica que é por ele que o espectador tem que torcer. Minutos depois, uma explosão tira Guy Pearce de cena.

Em pouco tempo, a sensação de personagem principal é reposta por outro sargento, Wiliam James (Jeremy Renner), que chega para chefiar a equipe. Logo na primeira missão, fica evidente que o protagonista, um expert em desarmar explosivos, é viciado em adrenalina. Enquanto James arrisca a própria pele e a de seus soldados, uma contagem regressiva surge na tela de tempos em tempos, indicando quantos dias faltam para que os eles possam voltar aos Estados Unidos.

Atente para o desconcertante e bem resolvido final. O roteiro de Mark Boal, que em 2004 acompanhou como jornalista as atividades de um esquadrão antibombas no Iraque, destroça implacavelmente a possibilidade de haver algo de heroico numa guerra. Nesse sentido, faz lembrar obras como Agonia e Glória (1980), de Samuel Fuller – classificadas em sua época como “filmes de macho”. Com Kathryn Bigelow se filiando a essa tradição, fica evidente que não se trata de macheza. É apenas bom cinema.






8 comentários:

cezar disse...

Isso me deixou com gosto quero mais, OBRIGADO! Vou ver se consigo assistir.

5 de fevereiro de 2010 11:07
Daniel Filho disse...

Bom, não faz tempo que eu descobri o filme, mas com certeza, quero vê-lo.

Aliás, ainda não vi nem Guerra ao Terror, nem Avatar, os dois possíveis ganhadores do Oscar.

Vou procurar ver logo, agora que o Uriel me atiçou mais (H). E loiro, deixa nós ligado nessa briga ai...

5 de fevereiro de 2010 13:22
Dú Esperanco disse...

pelo trailer e imagens, parece um grande filme, digno de oscar!
se bem que esses premios, sei naão...
avatar ganhou o globo de ouro e nao gostei nada!
e filmes sobre guerras, já deu...
já chega de guerra na vida real.

5 de fevereiro de 2010 15:33
Erikalicious disse...

Ví sobre o filme no jornal,
mas só fiquei sabendo da trama aqui mesmo hehe
Deve ser legal, enfin, deve abordar a matéria de história ..

5 de fevereiro de 2010 20:13
Flavio disse...

Muito extranho......
Eu ja assisti esse filme ha +ou- 8 meses atras.
Esses karas são doidos tem um que é mó locão.
tem uma cena com ele desarmando uma bomba dentro de um carro(muito bom essa cena).
tem outra cena tb, que ele tenta desarmar uma bomba que ta em um kara no meui da praça, ele não consegue desarmar e corre.
o cara explode.
Tem muitas outras cenas detonantes.
só estou falando porque alguem vai dizer que eu to mentindo, que eu não vi o filme.

8 de fevereiro de 2010 11:53
Anônimo disse...

c a MERDA d Avatar ganhar o Oscar, vai mostrar q os caras da Academia sao mto trouxas...
enquanto Avatar tem uma historia de bosta, Guerra ao Terror mostra como um filme tem q ser...
Acho q eh melhor o Cameron continuar "planejando" fazer filmes e deixar a ex-esposa dele FAZER filmes.

por mim, Guerra ao Terror eh o melhor filme e o Jeremy ganha como melhor ator, sem duvida

8 de fevereiro de 2010 17:41
Amanda Aouad disse...

Foi mesmo uma grande besteira lançar direto em DVD, mas com nove indicações ao Oscar, a bilheteria vai fazer justiça agora.

10 de fevereiro de 2010 20:21
dean winchester disse...

esse filme e muito bom melhor que a merda de avatar

23 de fevereiro de 2010 16:22