24 de ago de 2009

Brüno, um personagem com ou sem caráter?



Sem dúvida o espectador que assistir a este filme sairá tocado, e digo mais, ou chocado ou maravilhado. Talvez Sacha Baron Cohen tenha usado do exagero apelativo e dos extremos, mas é o que dá expor assuntos polêmicos, mesmo que aparente ser a coisa mais normal do mundo.

Quem espera encontrar um Borat amigável, porém insolente, se surpreenderá com o novo personagem vivido pelo humorista, apresento-lhes Brüno, um repórter homossexual, totalmente descarado, sem noção e criativo ao usar os trocadilhos com palavras alemãs e inglesas.

Não foi surpresa que o nu, a sexualidade e o sexo tenha sido o foco no “falso documentário”, em uma das cenas o pênis do personagem é exposto num close durante alguns constrangedores segundos, além do órgão dançar de um lado para o outro em slow-motion, num balanço engraçado e perturbador.

Para os conservadores e homofóbicos, o filme é um absurdo sem tamanho, mas o lado positivo é que novamente há a critica aos exageros dos americanos, protagonistas de um país em que a homofobia, o preconceito religioso e racismo criam os paranóicos.

O filme trata sobre um repórter de moda que trabalha numa emissora austríaca e é demitido ao invadir e causar estragos no Fashion Week em NY, desesperado, Brüno tenta de tudo conseguir a tão esperada fama, e para isto os absurdos aumentam, ao ponto de adotar, ou melhor, permutar o seu iPod por uma criança negra africana.

O fato é que gostando ou não, Sacha recria o que muitos ou quase famosos já aplicaram: o apelo, o exagero, e atitudes sem noções para rudimentar o caminho da fama.
Por mais que critiquemos Brüno, Borat ou Sacha Baron Cohen, o importante é que ele conseguiu de novo, a fama.


4 comentários:

PanPum Flûor disse...

hahaha muito bom

ficou bem Borat Xd

oaskoaskokas, eu quero conferir
parece otimo memso

24 de agosto de 2009 17:20
Pobre esponja disse...

Hahahaha, Borat é o cara!
Claro que o filme não é homofóbico, pelo contrário - mas sempre aparevcerão alguns protestos panacas aqui e acolá...
O cara é hiper inteligente e um ótimo provocador.

abç
Pobre Esponja

24 de agosto de 2009 17:20
iti disse...

pura comedia..
deve ser legal..
http://www.maquinazero.com.br/

24 de agosto de 2009 17:30
mulherices disse...

Vi o filme.

Afrontar os americanos em seu enervante puritanismo politicamente correto é engraçado.

No mais, o filme é muito chato.

29 de agosto de 2009 20:21